Ronaldo Abreu - siteocr

 ©R 2016/2019 Comunicação e Participações S.A
100 GB Free Backup
Busca
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Ronaldo Abreu

Viajantes



Seis estados em uma Dafra Apache 150cc
Em Janeiro deste ano, (2016) através do Whatsapp, começamos a nos comunicar com alguns tios que não conhecíamos e que moram em Abaíra, no interior da Bahia. Depois de muita conversa, resolvemos que iríamos visita-los com nossa moto, uma Dafra Apache 150cc. Foi a maior viagem que minha esposa e eu fizemos em nossas vidas (ate o momento).
O primeiro trabalhão foi definir o roteiro, demoramos 3 meses para definir por onde iríamos passar alias o nosso destino não seria apenas a Bahia., mas visitaríamos mais pessoas, pois tínhamos 24 dias de folga.
E assim começamos nossa aventura:
Começamos por Minas Gerais onde passamos uns maus bocados com o frio. Dormimos a primeira noite em um motel em Araxá, pois não conseguimos rodar muito no primeiro dia e como já estava noite decidimos não ficar rodando.
Na continuação, fomos dormir em Montes Claros e, antes de chegar àquela cidade, presenciamos um acidente muito feio: uma caminhonete perdeu a direção em uma curva e capotou, tendo perda total. Por sorte os ocupantes não sofreram quase nada e ainda por cima dormiram no mesmo hotel que nós e no café da manha isto rendeu uma boa conversa sobre a rodovia.
O nosso próximo destino era Brumado na Bahia, pegamos um pouco de chuva  e frio até chegar à cidade, mas nada que impedisse a nossa vontade de chegar ao destino. E fomo-nos encantando com as pessoas e com os lugares pelos quais passamos.
Alguns lugares muito complicado pobre, faltando muito recursos, enquanto as paisagens se tornavam cada vez mais belas e ao mesmo tempo uma viagem solitária, pois estava difícil ver alguém transitar na rodovia,
No quarto dia passamos por Rio de Contas, uma das cidades mais lindas da Bahia, onde conhecemos pessoas únicas, um lugar que tanto para chegar quanto para sair tem serras belíssimas.
Uma cidade que parou no tempo, pessoas muito acolhedoras e aonde consegui resgatar muito historia de minha família que por ali viveu
Mais alguma fotos ate chegar e estando já em Rio de Contas:
Por fim, chegamos ao nosso destino: Abaíra. Ficamos naquela cidade 5 dias. Conseguimos conhecer nossos novos tios, Manoel e Valdirene(Sadira) e os primos Manu e Zé Paulo e também conhecemos a família do meu tio Jailson. Sentimos paixão à primeira vista.
Também foi possível visitar a cidade onde meus avós nasceram e cresceram.
Segue algumas fotos da saída de Rio de Contas ate Abaira e de nossa estadia La:

Depois partimos rumo a Goiás, onde passamos por Barreiras uma cidade que gostei muito e a única estrada que foi terrível a nossa passagem foi a GO-447 onde demoramos 4 horas para atravessar 60km de estrada, pois não havia asfalto e ainda por cima haviam jogado cascalhos e tudo mais e fora a areia que afundava a moto, foi onde acabou nossa água, sinal de celular e tudo mais, mas passamos por essa estrada e chegamos a Chapada dos Veadeiros, um lugar maravilhoso. Quem puder, vale a pena visitar. Ficamos dois dias visitando a Chapada com lugares maravilhosos.
Segue algumas fotos:
Depois partimos rumo a Brasilia, onde ficamos por 4 dias. Minha esposa visitou duas amigas, fizemos alguns passeios e fomos ao Congresso Nacional. Maravilhoso também. A única pena é que nossos politicos a governam muito mal.
Segue algumas fotos:
Depois partimos rumo a Campo Grande, onde fomos visitar meu tio. Uma viagem tranquila, sem problemas ou susto. Passamos por lugares legais também, mas demoramos dois dias para chegar a Campo Grande. As estradas não são muito boas.
Ficamos na cidade por 6 dias, onde foi possível matar bem a saudade da família e fazer alguns passeios.
No fim da viagem o cansaço foi muito, muito grande. Paramos na cidade de Junqueirópolis, na casa da minha cunhada e somente no outro dia regressamos a Marilia.
Saimos dia 03 de Julho e chegamos à nossa casa no dia 27. Foram 24 dias maravilhosos, durante os quais realizamos sonhos há muito sonhados.
Agora estamos nos preparando para a nossa próxima grande viagem de moto.
Viajantes Ronaldo de Abreu e Linda Marques.
Levamos pouca roupa, câmara de ar, minicompressor de ar pois na moto tem tomada de 12 volts, a moto vem a ser uma Apache 150cc e ela estava com 115.000 km no início da viagem, ainda  totalmente original,  ela fez em média 23 km por litro, o combustível mais barato foi em minas próximo a Araxá paguei 3, 59 e o mais caro foi em São Domingos em Goiás 4,17 na época, andamos no máximo a 90 km e no mínimo a 60 km, andávamos em média 600 km por dia, trocamos apenas óleo de motor, pois fizemos uma minuciosa revisão antes de ir, dormimos em motel, pousadas, hostel, conforme o lugar e o que o lugar oferecia, de São Domingos até Alto Paraíso foi onde mais sofremos com a moto, pois tem um trecho de terra que demoramos 4 horas para atravessar 60 km, uma curiosidade e que não fomos parados nenhuma vez por policial algum, não tivemos nenhum pneu furado , só utilizamos gasolina comum, outra curiosidade e que sempre chegavamos perto da chuva, mas não usamos capa de chuva, pegamos uma serra em Livramento na Bahia onde subimos a 30 km por hora.
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal